Sucesso é uma jornada contínua

Nos cursos que participo e para pessoas que estão começando na área de criação eu costumo falar bastante sobre a importância de projetos pessoais para manter o aprendizado constante e atualizado. Esse blog é uma nova etapa no meu aprendizado constante e para começar nada melhor que um texto falando sobre isso. Contudo, já tenho uma confissão a fazer: peguei esse título de um TED talk do empresário, também descrito como “Sucess Expert” Richard St. John, que me inspirou a fazer esse texto.

Dá uma olhada:

Captura de Tela 2016-05-25 às 15.08.18

O discurso dele tem muito a ver do que eu imagino para carreiras profissionais (não só dentro do design ou do mundo de criação). Falando do “mundo criativo”, nós temos a tendência, ao chegar no mercado de trabalho, de acreditar que o objetivo final é o cargo de direção de criação em alguma grande agência e pronto. Glamour, layouts bonitos, prêmios e um bom salário. O que mais eu preciso, certo?

O que me atrai nesse vídeo é que ele enxerga o sucesso como algo contínuo. Da mesma forma que no seu primeiro emprego você tem muito a aprender, assim deve ser com a sua primeira promoção e todas as etapas seguintes da sua carreira. Não caia na sua zona de conforto. A partir do momento que você começar a pensar “acho que não tenho mais nada para aprender aqui”, comece a se preocupar. Faça cursos, conheça pessoas novas e em último caso, mude até de emprego.

Richard fala no vídeo de 8 princípios que ele segue para estar na constante busca do sucesso. Adaptei 5 deles para alguns pontos que fazem parte da minha carreira e quem sabe podem te ajudar também na sua jornada contínua:

01) Paixão: Tenha sempre prazer por aquilo que você faz. Cerque-se de pessoas que compartilham do mesmo amor pela profissão que você.

02) Foco: Estabeleça metas para você mesmo. Tenha em mente aonde quer chegar, mas saiba que quando chegar lá, terá outra meta um pouco mais a frente te esperando.

03) Ideias: Nossa área é praticamente baseada por ideias. Veja e observe tudo ao seu redor. Não se prenda só a sua área de trabalho. Explore campos novos. Isso vai te ajudar e visualizar os problemas de forma diferente e seu repertório criativo vai ficar muito maior.

04) Servir: No mundo de criação, especialmente no mundo de agências você está atendendo seu cliente. As peças e layouts são para atender as necessidades dele
e não as suas. Nem sempre você pode gostar do resultado final, mas faz parte do trabalho.

05) Persista: Mesmo que você ame seu trabalho, vai ter dias que você vai preferir não ter saído da cama. Não desista. É melhor reduzir um pouco a marcha do que parar completamente.

Por isso, para fechar gosto muito do encerramento da fala do Richard no vídeo (em tradução livre): “Não é apenas sobre como atingimos o sucesso, mas é como o sustentamos”.

Até a próxima e seja bem-vindo(a)! 🙂

(fonte da imagem de destaque: http://img.estadao.com.br/resources/jpg/3/9/1447181403293.jpg)

 

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s