Desculpe o transtorno, preciso falar dos meus 30 anos

Hoje vou sair um pouquinho do foco, mas só essa semana (levemente adiantado, mas tudo bem), porque sexta-feira completo 30 anos de vida nesse planeta maluco que chamamos de Terra. Sabe aqueles textos do tipo “carta para o Singulano de 15 anos”? É basicamente isso. Eu acho.

Algumas pessoas me perguntaram se estou preocupado em fazer 30. Sinceramente achei que não, mas de algumas semanas pra cá tenho pensado que já são 10.950 (sem considerar anos bissextos) dias. É coisa para c@r!l#ho.

E quando eu tinha 15 anos sempre me perguntei onde estaria com 30. Já escrevi essa “redação” em algumas entrevistas de emprego depois que sai da faculdade, mas nunca pensei realmente a respeito. Por isso aqui vai (não se preocupe, não são 30 itens!):

Seu cabelo comprido é legal, mas com seus 30 anos, você vai dar muita risada por ter deixado ele crescer (e seus amigos também).

Não pare de desenhar. Em algum momento da sua vida você vai deixar de lado o desenho, mas você não vai saber explicar o porquê. Tente não fazer isso ou pelo menos avise o Singulano do futuro pra voltar a desenhar.

Você não errou em buscar a publicidade logo na oitava série. É o que te levou a chegar aonde você está hoje, mas não pense que vai sair da faculdade, ter um salário alto e todo glamour do mundo da comunicação. Com o tempo você vai ver que não é bem assim. Sua mãe sempre te falou “goste do que faz, o dinheiro é consequência”. Como toda mãe, ela estava certa o tempo todo.

Escute sempre a sua intuição e pense sempre naquilo que você quer e não no que os outros acham que você deva fazer. Isso pode te salvar um pouco de dor de cabeça no futuro.

– Quando entrar para o mercado de trabalho não se assuste. O começo é difícil, mas aos poucos você vai encontrar uma forma de fazer e aprender tudo que precisa da maneira mais importante: do seu jeito.

Adorar o que faz não quer dizer que você vai ter dias perfeitos pra sempre no trabalho. Dias ruins vão aparecer, mas é com eles que você vai aprender mais.

Valorize sempre aqueles que estão na sua frente, mas nunca deixe de estender a mão para os que estão vindo atrás.

E talvez os mais importantes:

As pessoas vão ser sempre o aspecto mais importante da sua vida. Tanto no seu lado pessoal como profissional. Você nunca vai poder esperar que elas façam algo ou pensem da mesma forma que você, mas você sempre vai poder esperar que algumas vão aparecer nas horas mais felizes e tristes dos seus dias. E sempre voltam quando você mais precisa. São essas que você vai realmente poder chamar de amigos.

– Um bom sorriso sempre ajuda, mas você já sabe disso. Sempre soube.

Te vejo daqui 15 anos!

(E não, não li o texto do Gregório. Só achei o título interessante).

 

Photo via Visualhunt

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Chell disse:

    Ahhhh, tudo que você escreveu faz sentido. Como sou mulher não entendo o cabelo, mas JM fez isso hahahaa

    Adorei Singula, estaremos na festa =D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s