Workaholic ou inquieto?

Já adianto a resposta para você: sim, tem diferença.

Comentei sobre o livro “Rotinas Criativas”, uma vez no post sobre Cultura 24/7 e ele tem uma parte muito interessante que discute sobre essa diferença. Minha ideia aqui não é ficar te contando sobre o que o livro fala (recomendo de verdade que você leia o livro. É bem interessante e vale a leitura), mas contar um pouco da minha opinião e da minha breve experiência sobre o assunto (e como sempre, você está mais que convidado a discordar de mim 😉 ).

Bom, workaholic você sabe o que é, certo? Basicamente é uma pessoa viciada em trabalho, ou seja, aquele trabalhador compulsivo cada vez mais presente no mercado de comunicação hoje em dia.

Quando penso nisso, me vem na cabeça a imagem da maioria (maioria, ok? Não são todos) dos profissionais do nosso mercado que competem para ver quem fez mais hora extra, como se fosse um sinônimo de produtividade:

“Você acredita que saí daqui 21h30, ontem?”

“Ah, mas eu saí daqui era mais de 23h!”

O problema é que muitas vezes quando nos vemos dessa forma (e eu já me enxerguei assim, confesso), normalmente temos a visão errada de que ser um workaholic é ser alguém produtivo, mesmo que isso signifique ter cancelado um futebol com os amigos na noite anterior só para fazer uma hora extra, resolver aquele trabalho de última hora e comer uma pizza na agência com o resto do pessoal.

E se você tentar argumentar com uma pessoa que se vê como um trabalhador compulsivo, ela provavelmente vai te responder algo assim:

“Eu não consigo ficar parado! Não gosto de ficar sem nada pra fazer!”

A próxima vez que você se deparar com uma frase como essa, ainda mais se for você que estiver pensando nela, tente refletir o seguinte: será que você não é apenas uma pessoa inquieta, que gosta de se sentir ocupada?

“Ué, mas foi o que eu acabei de dizer!”

Entenda que aqui existe uma diferença sutil: gostar de estar ocupado nada mais é do que ter prazer em ver uma agenda preenchida de atividades diversas. Essas atividades podem variar de ioga às 6h da manhã, jogar videogame com seu filho depois do expediente, até completar aquele curso online que você deixou de lado. É muito diferente de ser um workaholic.

Digo isso, pois nunca tinha parado para notar essa diferença que parece boba, mas é imperceptível, se você está completamente imerso e viciado em trabalho. Você pode inclusive argumentar que essa cultura de excesso de trabalho, está mudando aos poucos em algumas agências e empresas de comunicação (e fora da comunicação também). E eu concordo. Meu intuito aqui é dar um empurrãozinho nesse processo de mudança.

Sempre me enxerguei como um total workaholic, mas depois de passar pela leitura do livro e refletir um pouco sobre o universo das agências de propaganda no Brasil, percebi que na verdade me encaixo na categoria dos que gostam de estar ocupados e ver a agenda cheia (adoro apps de produtividade e adoro mais ainda quando estão cheios de tarefas para riscar).

Por isso passei a preencher meu dia com outros tipos de atividades, algumas até relacionadas a trabalho como pôr a leitura em dia e retomar projetos que estavam engavetados por falta de tempo.

Agora, ponto MUITO importante: isso não significa que você deva entupir seu dia com outras coisas e esquecer com as responsabilidades do seu emprego, seja ele qual for. Hora extra faz parte sim da cultura da maioria das agências atualmente, por isso vez ou outra você vai precisar “abraçar essa causa”, já que escolheu trabalhar em uma delas (mas não precisa ser sempre!).

O que quero ressaltar aqui é que essa reflexão é necessária para entender os efeitos colaterais que uma postura workaholic pode causar. Excesso de trabalho, cansaço mental e físico só trazem desgaste ao corpo e no fim das contas ao invés de crescer profissionalmente (como é a nossa expectativa inicial, afinal entramos nessa pilha de trabalho com o intuito de recebermos algum tipo de reconhecimento lá na frente, certo?), acabamos declinando e produzindo cada vez menos.

 

Até a próxima! 🙂

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s